O que é enxerto?

Por perderem os dentes ao longo dos anos, é comum as pessoas perderem também os ossos alveolares, que sustentam o dente perdido. Em consequência disso, a gengiva também diminui. Para sanar esse problema, pode-se recorrer a enxertos ósseos ou de tecido gengival. O cirurgião-dentista, para o enxerto, pode retirar ossos de uma área apropriada (mandíbula, por exemplo) do próprio paciente ou utilizar material comercializado para esta finalidade.

• Enxerto Autógeno
• Enxerto Ósseo

Por que realizar esse tratamento?
Obter condições para a colocação de implantes e, posteriormente, possibilitar a confecção de próteses e resolver problemas estéticos decorrentes da perda óssea: dentes muito compridos e sorriso em desarmonia.

Como será meu tratamento?
Primeiro é realizado uma cirurgia para colocação do enxerto ósseo na região danificada. É necessário aguardar um período de 4 a 6 meses para avaliar o sucesso do enxerto ósseo. Após esse período, você irá a uma consulta marcada para avaliação clínica pré-implante, quando o cirurgião-dentista se certifica de haver todas as condições necessárias para a continuidade do tratamento.

Risco de não realizar o tratamento
A perda óssea traz problemas funcionais e estéticos, entre os quais:
• Dificuldade para a realização de implantes.
• Aparência de dentes muito compridos, o que prejudica a harmonia estética.